Os benefícios da dieta HCG

Tempo de leitura: 2 minutos

A dieta HCG é uma das ótimas opções de dieta para quem busca por redução de medidas de forma eficaz. Ela consiste em consumir diariamente cerca de 500 calorias, além de fazer uso do hormônio gonadotrofina coriônica humana, que é um hormônio natural encontrado em gestantes.

Desenvolvida na década de 50 pelo Dr. Simeons, a dieta HCG tem o papel de mover a gordura localizada nos quadris, induzindo o corpo a utilizá-la como uma forma de combustível para as células. Diante disso, a dieta começou a se popularizar, graças aos depoimentos favoráveis, que mostravam, de fato, que ela funcionava.

Há uma parcela de profissionais de medicina que não aprova tal prática, já que ela requer o consumo de 500 calorias por dia, o que é considerado pouco para o corpo humano. No entanto, é muito importante ressaltar que a dieta não é ideal para qualquer pessoa.

É imprescindível, portanto, fazer a dieta somente após um acompanhamento profissional, sendo que um nutricionista poderá indicar com mais precisão se esta é a melhor opção para o seu caso.

Benefícios

A dieta HCG é uma ótima opção para o tratamento de várias doenças crônicas. Abaixo listamos alguns de seus benefícios mais especificamente:

Diabetes tipo 2 – Ainda na fase das pesquisas, o Dr. Simeons observou que após de duas a três semanas de dieta, houve queda dos valores elevados de glicemia de jejum para níveis normais. Ou seja, a quantidade de açúcar livre no sangue diminui bastante, evitando a necessidade de remédios ou insulina.

 

Colesterol – Ao optar pela dieta, o perfil de colesterol no sangue do indivíduo sofre alterações radicais. Se o nível de colesterol está normal, ao iniciar o ciclo da dieta, ele aumenta e volta aos valores comuns após o término do procedimento. Já em quem possui níveis elevados, é possível que haja aumento transitório durante o processo.

 

Psoríase – É outra doença crônica altamente beneficiada pela HCG, apesar de serem encontradas recaídas após o término da dieta.

 

Úlcera varicosa – Neste caso, a cicatrização das feridas ocorreu de forma completa e mais rápida.

 

Úlcera péptica – Os indivíduos obesos com úlcera duodenal apresentaram visíveis melhoras. Isso mostra uma similaridade com a gravidez, quando raramente ocorre úlcera péptica.

 

Hipertensão arterial – Com o passar dos dias, a pressão tende a manter em níveis bem melhores do que os apresentados no início do ciclo.

 

Dores reumáticas – Após apenas alguns dias, foram apresentadas importantes melhoras nas dores reumáticas. Depois do término da dieta, os pacientes relatam que as dores às vezes retornam, mas com menos intensidade do que no início, justamente por conta da redução de peso.

 

Se gostou do conteúdo compartilhem com seus amigos e amigas .

Os benefícios da dieta HCG
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *