O que é dolomita?

Tempo de leitura: 2 minutos

Perfeito para ser acrescentado à dieta e trazer muitos benefícios à saúde, a dolomita é um mineral de origem calcária com textura semelhante à argila e que possui alto teor de cálcio e magnésio em sua composição. O processo para se obter a dolomita se dá da seguinte forma: logo após sua extração, ele passa por transformações afim de filtrá-la e eliminar os vestígios de metais pesados e substâncias tóxicas à saúde.

No organismo, é necessário que haja certo equilíbrio na ingestão do cálcio e do magnésio, pois um depósito anormal destes nutrientes nos tecidos pode prejudicá-los. É aqui que entra a dolomita: ela é a responsável por fazer o equilíbrio deste elemento tão importante para o funcionamento dos nervos e das articulações.

Para se ter uma ideia de como ele age no organismo, é importante entender como seus principais componentes trabalham a favor do corpo.

No caso do cálcio, ele ajuda a formar os ossos e dentes, melhora a sensibilidade neuromuscular e ainda promove a manutenção do miocárdio, que está diretamente ligado ao coração.

Uma informação muito importante e que nem todos sabem é que o Cálcio é um ótimo agente controlador da pressão arterial, promovendo contrações musculares, realizando o processo de transmissão dos impulsos nervosos de maneira adequada, além de prevenir a coagulação do sangue.

Diversos alimentos do nosso dia a dia são ricos em cálcio, o que é muito bom, já que não é difícil encontrar este nutriente tão importante para o nosso organismo. Dentre eles, podemos citar: iogurte, queijos, leite, sardinha, manteiga, repolho, tofu, grão de bico, chia, salsa, algas marinhas, couve flor e o brócolis.

Já o magnésio age como transmissor de impulso nervoso, ajudando na absorção de proteínas e formação dos ossos. Quanto maior for a concentração de magnésio, maior será a densidade óssea. Os adolescentes na fase de formação óssea, por exemplo, precisam desse mineral em quantidades adequadas.

E além dos adolescentes que estão em fase de desenvolvimento ósseo, adultos e idosos que mantém a quantidade adequada no organismo, tendem a terem ossos mais saudáveis.

O Magnésio pode ser facilmente encontrado em alimentos de fácil consumo diário como o tomate, batata, amêndoas, chocolate, cevada, amendoins, espinafre e castanhas do Pará, por exemplo.

Ao fazer uso da dolomita, no entanto, é preciso prestar atenção em certos detalhes que podem interferir diretamente nos resultados. Um deles é com relação à marca de produto a ser consumido. É muito importante pesquisar e estar atento para não comprar um produto sem aprovação da ANVISA ou mesmo que não seja a verdadeira dolomita, como é possível encontrar no mercado.

É essencial também ingerir o produto sempre com acompanhamento e indicação médica. Um profissional da área sempre irá indicar a melhor forma de introduzir o produto na dieta e ainda indicar se esta é a melhor opção para o seu caso.

 

Se gostou do conteúdo não esqueça de compartilhar com amigos e amigas ok.

O que é dolomita?
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *