Dieta dos Emagreça com a Dieta dos Pontos

Tempo de leitura: 6 minutos

Chegar ao peso ideal é um sonho de consumo de grande parte das mulheres. isso por que o conceito de beleza atual está diretamente ligado com curvas bem definidas, barriga sequinha e pernas torneadas.

 

Sendo assim a procura por dietas e uma melhor qualidade de vida passou a ser de suma importância, abrindo assim um leque de possibilidade para entrar em forma, emagrecer com saúde e viver bem.

 

A dieta dos pontos é umas das dieta mais badaladas da atualidade, graças aos seus ótimos resultados apresentados por quem à aderiu, o cardápio foi sendo adaptado conforme a necessidade do corpo em adquirir proteínas, carboidratos e lipídios.

 

Apesar de ser uma das dietas mais usadas da atualidade, a dieta dos pontos ao contrário do que muita gente pensa a dieta dos pontos foi criada a muito tempo atrás mais precisamente em 1969 pelo Dr. Alfredo Halpern, um endocrinologista reconhecido e atualmente de são paulo.

Vantagens e desvantagens da dieta dos pontos

Muito já se ouviu falar sobre a dieta dos pontos, aquele sistema de controle da alimentação no qual uma porção de determinado alimento recebe um determinado número de pontos baseado no seu valor calórico.

 

Embora ela seja defendida por muitos – inclusive com depoimentos comovidos e emocionados pelos resultados que a dieta trouxe para suas vidas – outras a atacam, dizendo até que pode ser prejudicial à saúde. Afinal, quais são as vantagens e as desvantagens da dieta dos pontos?

 

Basicamente esse sistema apenas facilita a maneira de acompanhar a quantidade de calorias ingeridas durante o dia. Não faz nenhum milagre, não resolve nenhum problema por si só. Sem disciplina, autocontrole e força de vontade, essa dieta pode ir por água abaixo como muitas outras.

 

Alguns nutricionistas inclusive são contra a dieta dos pontos, alegando que essa simplificação tende e desinformar ao invés de informar as pessoas, pois simplifica demais as condições e atributos de cada alimento, levando em consideração apenas o valor calórico de cada porção, deixando de lado o valor nutritivo da comida.

 

Como assim? Seguinte: calorias são medidas de energia. Essa energia pode vir de carboidratos, gorduras ou proteínas que comemos. Todos esses nutrientes geram energia calórica, ao contrário das vitaminas, por exemplo.

 

Ou seja, dois alimentos com o mesmo índice calórico – consequentemente a mesma pontuação na dieta dos pontos – podem ser completamente diferentes nos valores nutritivos e, graças a essa simplificação, acabam sendo igualados.

 

Essa fórmula faz com que o indivíduo não enxergue as diferenças entre as calorias vazias – alimentos que possuem alto índice de açúcar ou gordura, sem outros nutrientes necessários ao organismo – das calorias boas – alimentos mais magros, que possuem mais proteína que carboidratos e gorduras, ou ainda diversas vitaminas e minerais essenciais ao nosso corpo.

 

Enfim, a dieta dos pontos pode ser útil e funcional para muita gente, mas passa longe de ser uma fórmula mágica que vai sumir com suas gordurinhas.

 

Ela é só uma maneira de melhorar o controle do que se come, mas mesmo assim apresenta suas falhas. Antes de aderir à dieta dos pontos, saiba que a força de vontade é ainda o fator principal pra você consiga perder peso fechando a boca.

Como Funciona a Famosa Dieta dos Pontos

A dieta dos pontos ficou famosa no Brasil todo por um simples detalhe: apesar de ser uma dieta, você pode comer o que quiser! É isso mesmo! Seguindo a dieta dos pontos você pode comer o que quiser. Quer dizer, quase tudo.

 

Não são permitidos alimentos que contém a temida gordura trans, a pior das gorduras, a que engorda mais que todas as outras. Além disso, sugere-se – e não se obriga como no primeiro caso – substituir as massas e pães refinados pelos integrais, pois esses são mais nutritivos e dão maior sensação de saciedade. São as recomendações da dieta dos pontos.

 

A partir daí, você pode comer o que quiser.  Para cada porção de cada alimento é determinado um número de pontos.

 

Cada ponto corresponde a 3,6 calorias. De acordo com a quantidade de quilos que se pretende perder, e o espaço de tempo dedicado para tal, calcula-se a quantidade máxima de pontos para cada pessoa e se inicia a dieta.

 

Mas como fazer o cálculo para saber quantas calorias se precisa no dia a dia? Você precisa fazer algumas continhas. Aliás, se você pretende seguir a dieta dos pontos, habitue-se a fazer contas!

 

Enfim, para saber quantos pontos você tem direito ao longo do dia você precisa primeiramente descobrir a sua Taxa Metabólica Basal. Essa taxa é a quantidade de energia que o nosso corpo precisa unicamente para se manter funcionando – fazer o coração bater, o sangue correr pelo corpo, atividades digestivas, respiratórias, etc.

 

Esse número leva em consideração fatores como peso e idade. A partir daí você multiplica esse valor por um fator de atividade, que vai medir o seu gasto extra de energia, o consumo que você, por suas atividades do dia-a-dia precisa.

 

O resultado obtido é a sua necessidade diária de energia, que nada mais é que a quantidade de calorias que tende a lhe trazer equilíbrio, que não deve lhe fazer engordar, tampouco emagrecer. Dividindo esse valor por 3,6, você consegue o seu limite de pontos.

 

Mas de nada adianta você ter esse número em mãos e passar todo o período em que se vale da dieta dos pontos atingindo esse teto. Saiba que quanto mais longe você passar do seu teto, mais vai emagrecer.

 

Você pode estabelecer metas para tentar diminuir esse valor gradualmente, fazendo pequenas substituições na sua alimentação.

 

Troque o bife à parmegiana por um bife grelhado, por exemplo, e ganhará diversos pontos, mas evite usar essa folga para comer um chocolatinho à tarde.

 

A dieta dos pontos é inteligente e ajuda a pessoa a manter um controle da própria alimentação, mas de nada vai adiantar se o indivíduo trapacear ou não tiver a força de vontade que toda e qualquer dieta requer.

 

Dicas de Alimentos para você fazer a dieta dos pontos

Frutas

 

  • Banana-prata (1 unidade);
  • Caju (2 unidades);
  • Caqui (1 unidade);
  • Cereja (10 unidades);
  • Damasco (2 unidades);
  • Figo fresco (1 unidade);
  • Framboesa (½ copo);
  • Fruta-do-conde (½ unidade);
  • Goiabada (1 unidade)
  • Jabuticaba (1 pires de chá).

 

Grãos

 

  • Farelo de aveia (1 colher de sopa);
  • Farelo de trigo (2 colheres de sopa);
  • Farinha de trigo (2 colheres de sopa);
  • Farofa (1 colher de sopa);
  • Fava (2 colheres de sopa);
  • Feijão (4 colheres de sopa rasas);
  • Feijão-branco (2 colheres de sopa);
  • Flocos de arroz (1 colher de sopa).

 

Carnes

 

  • Carne-seca (1 colher de sopa);
  • Cordeiro (1 porção pequena);
  • Fígado de boi (1 porção pequena);
  • Frango coxa e sobrecoxa sem pele (100 gramas) – 45 pontos;
  • Frango empanado (2 colheres de sopa) – 38 pontos;
  • Frango xadrez (2 colheres de sopa) – 24 pontos;
  • Hambúrguer (1 unidade);
  • Lagosta (1 porção pequena).

 

Pães

 

  • Pão de leite (1 fatia);
  • Pão de cachorro-quente (⅓ de unidade);
  • Pão de queijo (1 unidade pequena);
  • Pão francês (½ unidade);
  • Pão integral (1 fatia);
  • Pão sírio (1 unidade pequena).

 

Gostou do conteúdo ? Então compartilhem com seus amigos !

Dieta dos Emagreça com a Dieta dos Pontos
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *