Deita da proteína: Os alimentos, as vantagens e desvantagens para sua saúde

Tempo de leitura: 5 minutos

Todo mundo sonha em ter um corpo perfeito para, além de manter uma boa forma, preservar da melhor maneira sua saúde.

Mas será que a dieta da proteína só tem benefícios? Será que a mesma pode causar algum dano ao nosso organismo?

Afinal, o que é uma dieta de proteína e como ela funciona? Antes de entramos nos seus benefícios e malefícios, vejamos como ela funciona

 

Dieta da proteína: Como funciona?

A dieta da proteína embasa da ingestão de alimentos ricos em proteínas, como carnes vermelhas magras, ovos, frangos e peixes. A dieta exclui o consumo de carboidratos.

Os carboidratos são fontes de energia para nosso corpo, porém são um dos grandes responsáveis pela presença daquelas indesejáveis gordurinhas presentes no nosso corpo.

Portanto, ao ingerir apenas alimentos ricos em proteínas, sem a presença de carboidratos, a possibilidade de emagrecer é grande.

 

Como emagrecemos?

O carboidrato, como dito antes, fornece energia ao nosso corpo para manter nossas atividades diárias.

Assim, com a ausência dos carboidratos, nosso organismo “entende” que precisa, de alguma forma, fornecer nossa energia.  Então, ele queima, mais rapidamente, as suas fontes de gordura já reservadas no corpo. Permitindo o emagrecimento.

Como fazer a dieta da proteína?

dieta da proteina

A dieta da proteína é uma boa opção para emagrecer de forma rápida, porém não deve ser mantida por muito tempo. Dependerá de seu objetivo e de quanto peso precisa perder.

Caso tenha exagerado no final de semana ou em férias de trinta dias, uma semana é o suficiente. Agora, se o excesso de peso for um fator preocupante e estiver muito alto, a dieta poderá ser seguida em duas semanas.

O tempo parece pouco para o sacrifício de fazer uma dieta, entretanto, é necessário ser somente esse limite. Adotá-la por mais de duas semanas, pode trazer risco a sua saúde, uma vez que há a falta de minerais e vitaminas que podem prejudicar o bom funcionamento do organismo.

Por restringir o consumo de carboidrato, o responsável por fornecer energia para o organismo, a dieta da proteína não pode ser indicada para certas pessoas. Gestantes,

mulheres que amamentam, pessoas que sofrem com problemas nos rins e fígado não podem exercer essa dieta.

Tudo é uma lógica! Se há ausência de carboidratos no nosso organismo, que nos permite ter energia, é fato que a falta desse, terá que ter um limite severo que evite problemas graves.

 

Quais os principais alimentos que não são permitidos na dieta da proteína?

Todo alimento que contenha carboidratos, são dispensados na dieta. São eles:

  • Receitas com massa: macarrão, lasanha, pizza;
  • Receitas que contém farinha: pães, bolos bolachas;
  • Açúcar
  • Alimentos que vem da terra: batata, beterraba, cenoura;
  • Alimentos industrializados: refrigerantes, pasteis, salgadinhos e fast food;

 

Principais alimentos: Sugestões de cardápios para a dieta da proteína

Alimentos ricos em proteína, somados com alguns legumes, verduras e frutas pobres em carboidratos. São eles:

  • Proteínas: carne magra, frango, peixe, ovo, presunto;
  • Derivados do leite: Leite desnatado, queijos brancos, iogurte desnatado;
  • Fibras pobres em carboidratos: acelga, couve, espinafre, alface, rúcula, agrião, chicória, cenoura, repolho, tomate, pepino, rabanete;
  • Frutos do mar
  • Frutas: abacate, limão;
  • Azeite;
  • Frutas secas: castanhas, nozes, amêndoas;
  • Sementes como chia, linhaça, gergelim, abóbora, girassol;

 

Dieta da proteína: Vantagens e desvantagens para sua saúde

 

Para melhor entendermos sobre a dieta da proteína, veremos quais são seus benefícios e maléficos para sua saúde.

 

Algumas vantagens:

 

– Ativa, rapidamente, o metabolismo e contribuir para a manutenção de massa magra

 

– Possui pouca gordura ajudando assim, também, a diminuir a sua acumulação.

– Não sentimos fome: Durante a dieta, a alimentação pode ser constante (sempre que sentir fome) e o consumo abundante de líquidos é indispensável.

– As proteínas são nutrientes de digestão lenta, o que pode contribuir para prolongar a sensação de saciedade.

– Regeneração muscular: Músculos, unhas, cabelo, pele e ossos ficam em ótimas condições.

– Estômago mais liso e menos retenção de líquidos.

 

Algumas desvantagens:

– Não é aconselhável fazer atividades físicas nessa dieta. Com à restrição do carboidratos, ocorre a diminuição da energia para o organismo. Sem essa energia ficamos fracos e indisposto.

– É possível ocorrer tonturas durante os primeiros dias da dieta, devido ao período de adaptação do organismo a nova rotina alimentar.

– Pode causar risco a sua saúde, caso faça a dieta mais de duas semanas. Ocorrerá a falta de vitaminas e minerais essenciais para o organismo.

– Pode ocorrer prisão de ventre, pela baixa ingestão de fibras. O ideal é beber muita água e acrescentar na dieta alimentos ricos em lactobacilos, como o iogurte.

– Por consumir apenas alimentos proteicos, a quantidade de gorduras saturada e colesterol é elevada ao ponto de contribuir para aumentar os níveis de colesterol ruim e, também, favorecendo a ocorrência de problemas cardiovasculares.

– O excessivo consumo de proteínas pode também ocasionar sobrecarga renal e, se mantida a longo prazo, há o risco do desenvolvimento de insuficiência renal.

Na verdade a única forma é fazer exercícios físicos e reeducar-se para ter sempre uma alimentação saudável.

Todas as dietas possuem suas vantagens e desvantagens. O mais correto é procurar um profissional na endocrinologia, fazer check-up para mostrar qual a dieta ideal para seu organismo.

A saúde mental, também, conta muito!  Manter as boas energias, fazer boas ações e ter uma vida sem preocupações, ajuda muito para o equilíbrio do corpo e da mente.

 

Gostou do conteúdo ? Então não esqueça de compartilhe com seus amigos e volte sempre ao Blog Exercícios Para Emagrecer 

Deita da proteína: Os alimentos, as vantagens e desvantagens para sua saúde
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *